Sugestão de leitura

Uma impressionante visão sobre um dos planos mais importantes para a Alemanha Nazi determinado pelo próprio Hitler e os seus mais próximos colaboradores (Goering era um dos principais interessados e beneficiados) que consistia em reunir, sobre a égide do emergente poder alemão, uma grande parte do património cultural distribuído por toda a Europa em Museus e colecções privadas (mormente as de origem judaica).

Héctor Feliciano, com uma escrita simples e eficaz, explica colecção a colecção, famíla a família e museu a museu, a arquitectura delineada friamente pelas mais altas instâncias do poder Nazi num livro com o apropriado título, “O museu desaparecido”.

É daqueles livros que nos enriquecem a cada página que lemos. Uma investigação cuidada e metódica que consegue resultados impressionantes. A não perder!

museudesaparecido

Imagem: daqui.

Editado pela Dom Quixote e à venda na Fnac ou na Webboom.pt.

De volta

Já descansado (muito que as férias foram uma beleza) e com vontade grande de voltar ao trabalho.

Nas férias as leituras, como seria de prever, fugiram ao tema Museus, Museologia, ou qualquer coisa começada por “muse”. Aproveitei para ler uma biografia de Churchill, escrita por John Keegan, que recomendo vivamente. Podem encontrar em www.fnac.pt e chama-se Uma Introdução à vida de Churchill. Para quem não conhece as tropelias da vida deste brilhante político e Homem é essencial, para quem já conhece é um excelente livro de consulta rápida sobre a vida e obra do mais famoso dos “Prime-Minister” britânicos.

Sugestão para este final de tarde chuvoso (Porto)

A Secção de Museologia do Departamento de Ciências e Técnicas do Património da Faculdade de Letras da Universidade do Porto organiza o ciclo de palestras (novos) museus: (novos) profissionalismos que se inicia esta sexta-feira, dia 17 de Novembro, no anfiteatro do Museu Nacional Soares dos Reis, às 17.30, com duas conferências proferidas por:

Carla Padró, Faculdade de Belas Artes da Universidade de Barcelona

Peter van Mensch, Reinwardt Academy (Amsterdamse Hogeschool voor de Kunsten) Amesterdão

Antes das conferências será apresentado o livro “Museus, discursos e representações”, co-editado com a Afrontamento.

Sugestão de livro

Coordenado por Anabela Carvalho e intitulado Circulação de bens culturais móveis foi editado pelo Instituto Português de Museus, estreando assim a colecção Temas de Museologia em 2004. Esta obra pretende ser um guia, um auxílio, para os profissionais de museus que têm que ter em conta os melhores procedimentos no que concerne à circulação de bens culturais. São aqui escalpelizadas algumas das normas recomendadas pelo IPM, bem como é feita uma ligação à legislação portuguesa e europeia sobre este assunto.

Um livro prático para quem se debate com estas questões no seu quotidiano.