Um trabalho de inventário – Santuário de Fátima

Um trabalho de inventário – Santuário de Fátima

Na passada terça-feira estava a ver o Jornal da Noite da SIC e reparo numa cara conhecida (eu confesso que sou miserável com nomes, mas raramente me esqueço de uma cara) que estava, para bem da minha memória, enquadrada no local ao qual a associo. O gabinete de inventário do Santuário de Fátima tem a hercúlea tarefa de inventariar e documentar as imensas ofertas que chegam todos os dias e são fruto da devoção dos peregrinos. A pessoa era o responsável pelo departamento de Património Artístico do Santuário, o Dr. Marco Duarte, que tive o prazer de conhecer na acção de formação do software In arte Premium que é usado para o inventário e documentação daquela importante e valiosa colecção. Se estiverem atentos, ao minuto 3:48 do vídeo que posto acima, aparecem algumas imagens da aplicação.

Não é todos os dias que se mostra na televisão, em horário nobre, o importante trabalho de documentação e gestão de colecções que é feito por centenas de pessoas em Portugal. A elas se deve muito do conhecimento que temos acumulado sobre o nosso património, a nossa cultura e que representa o que de melhor (e por vezes de pior também) temos no país. Por isso achei importante referir esta peça jornalística e aproveitar para endereçar daqui ao Marco Duarte e a toda a equipa (e neles a todos os que conheço por esse país fora e trabalham desta forma menos visível nos museus) os votos de sucesso nesta enorme tarefa que têm em mãos.

Inventário – Wikipedia

Inventário – Wikipedia

Encontrei por acaso, numa pesquisa, esta página da Wikipedia sobre inventário. Está apenas em inglês, mas é uma boa introdução (ainda que bastante incompleta) para quem precisa de pensar o inventário da sua instituição. Fala sobre segurança das colecções, conhecimento e auditoria às colecções, planificação do inventário, políticas associadas e calendarização ainda que de uma forma breve e sucinta, demasiado sucinta, mas é bem mais do que vejo em algumas situações que encontro por esse mundo fora.

É pouco, bem sei, mas podemos todos completar o artigo e sugerir correcções, acrescentar bibliografia e referências, traduzir para português o artigo, enfim, as potencialidades que a Wikipedia trazem. Eu vou guardar este artigo para sugerir melhorias e traduzir para português, assim que tiver tempo.