8º Encontro de Utilizadores da Sistemas do Futuro

8º Encontro de Utilizadores da Sistemas do Futuro

A Sistemas do Futuro tem organizado regularmente um conjunto de iniciativas sobre a utilização de tecnologias para a gestão e divulgação de património cultural com o intuito de discutir e promover o importante trabalho que se tem feito nas instituições culturais nesta matéria, bem como com o objectivo de recolher contributos significativos que lhe permitam melhorar os produtos e serviços que disponibiliza aos seus parceiros.

De entre essas iniciativas destacam-se, pela relevância que têm assumido a nível nacional, os encontros de utilizadores de aplicações de gestão de património, agora na sua 8ª edição, nos quais a empresa, em parceria com diversos museus portugueses e espanhóis, tem conseguido reunir um conjunto significativo de profissionais do sector que apresentam, discutem e promovem o trabalho realizado na área da gestão, documentação e divulgação do património cultural. Esta iniciativa, única em Portugal neste sector, tem permitido debater temas importantes como o Património Religioso, a utilização das Redes Sociais em Museus e instituições similares, Arquivos fotográficos e documentação fotográfica das colecções, divulgação do Património, Rotas culturais, Normalização, reutilização de informação, etc. com o contributo de diversos profissionais de museus, da Igreja, de universidades, associações, fundações e outras instituições com quem a empresa tem vindo a colaborar desde a sua fundação. Os programas (disponíveis online) das anteriores edições destes encontros (5º Encontro, 6º Encontro e 7º Encontro) assim o comprovam.

A 8ª edição desta iniciativa, a ter lugar em Coimbra, no Museu da Ciência da Universidade de Coimbra, nos dias 23 e 24 de Maio deste ano, organizada em parceria com este importante museu, terá um programa dividido em duas partes.

No primeiro dia, 23 de Maio, com início marcado para as 14:00h, o programa é composto por um seminário intitulado “Investigação Cientifica aplicada ao Património” no qual será apresentada produção científica nacional relacionada com a gestão do património cultural (mestrados e doutoramentos) proveniente de três importantes universidades nacionais (Porto, Coimbra e Lisboa).

O segundo dia, 24 de Maio, será dedicado à apresentação de diversos projectos de museus e instituições similares nas áreas da divulgação do património, multimédia, colecções online e, como não poderia deixar de ser, à apresentação de novos projectos e produtos da Sistemas do Futuro.

Nesta edição do Encontro de Utilizadores teremos ainda a participação de Nick Poole, CEO da Collections Trust (já me ouviram ou leram sobre esta organização com toda a certeza), a pretexto da cerimónia pública da assinatura da “SPECTRUM International License” entre a Collections Trust e o Museu da Ciência da Universidade de Coimbra que permitiu a tradução e adaptação do SPECTRUM e pretende criar todas as condições para que esta norma possa ser um instrumento essencial para o desenvolvimento da gestão de colecções nos museus portugueses e, no futuro, se possa constituir como uma norma de referência em Portugal  (e países lusófonos) no que diz respeito aos procedimentos de gestão de colecções. Nick Poole* apresentará duas importantes comunicações, a não perder na minha opinião, sobre a internacionalização do SPECTRUM (dia 23) e sobre gestão e digitalização do património cultural no contexto europeu (dia 24), conforme podem verificar no programa provisório do encontro que já está disponível.

As inscrições são gratuitas, no entanto limitadas à capacidade do Auditório. E para manter a tradição a empresa irá organizar o habitual jantar convívio (ver condições no site do encontro).

Espero sinceramente encontrar-vos por lá.

*Para quem nao conhece Nick Poole!

Pioneiros do Conhecimento Científico – Rede de Museus do Algarve

Pioneiros do Conhecimento Científico – Rede de Museus do Algarve

É um dos bons exemplos dos benefícios que os museus ganham com o trabalho em rede, concertado, nascido da vontade dos seus técnicos e de um esforço que me parece (visto a alguma distância) acompanhado pelas tutelas, mesmo numa região em que o foco está maioritariamente apontado para outras áreas de interesse.

A Rede de Museus do Algarve já o tinha conseguido, na minha opinião, com o anterior projecto “Algarve – Do Reino à Região” do qual resultou um conjunto de exposições (ou uma só) sobre aquele território e a sua história. Agora repete-o com o resultado do projecto sobre os Pioneiros do Conhecimento Científico naquela região que nos trará um conjunto de exposições a inaugurar durante o corrente ano, às quais se juntam alguns artigos (está por agora um online) sobre figuras e temas ligados a este projecto.

Devo confessar que é com redobrado prazer que vejo, mesmo em tempos complicados, o trabalho e empenho dos colegas, alguns amigos, algarvios em prol do desenvolvimento cultural e museológico daquela região.